segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

O arquiteto da cidade vizinha...

Quando eu cheguei aqui na cidade, tratei logo de começar a procurar emprego. Achei muita coisa interessante por aqui, porém o piso salarial é péssimo e nada me agradava. Entregas de CV pela internet e fazendo passeios pela cidade, passava sempre pela mesma rua em direção ao calçadão. Certa vez eu acabei não encontrando uma agência de emprego que tinha visto o endereço pelo Google e acabei pedindo informação a um cara que sempre estava na mesa de sua sala que ficava de frente pra rua. Ele muito simpático (e lindo), foi e me explicou como chegar ao meu destino.

Naquela noite após o jantar, deitei na cama e fiquei vendo alguns filmes pelo notebook, quando recebo uma mensagem por um aplicativo do celular:
"- E então, achou a agência? Rs"
Eu meio que sem entender, fui e perguntei quem era, e recebo uma foto.
Era o cara da rua que eu sempre passava, na qual eu acabei pedindo informação sobre a agência.

Tivemos uma conversa bem sadia e ele sabia como levar uma conversa. Até que perguntou se eu não queria almoçar com ele em um restaurante aqui perto de casa. Aceitei, obviamente.
No outro dia nos encontramos, almoçamos e conversamos bastante. Ele era da cidade vizinha e todos os dias vinha para o escritório de sua amiga para ajudar em um novo projeto.
Após o almoço ele estava voltando ao escritório descansar pois ainda tinha 1 hora a mais de folga. Foi então que o convidei pra conhecer o AP que eu morava com meus amigos (que no caso, estavam todos trabalhando, rs)

Ele chegou e viemos beber algo na cozinha. Apresentei o apartamento e levei ao meu quarto. Ele sentou na cama, disse que tinha gostado dali e mesmo sentado, deu uns pulos dizendo que a cama era macia e muito boa.
"- Essa sua cama é ótima! Bem macia e aconchegante! Da até vontade de ficar pelado e relaxar um pouco aqui!"

"Não se faça de rogado, pode ficar a vontade! Pra você não ficar sem graça, vou tirar a minha também."

Ficamos apenas de cueca um de frente pro outro.
Ele tinha a minha altura, barba por fazer, corpo normal, de quem faz yoga, mas bem bonito. Peito com poucos pelos, piercing nos 2 mamilos e 8 tatuagens espalhadas pelo corpo.

Quando sentei na cama, ele veio e me beijou. Ficamos ali por alguns minutos e já estávamos suados com o calor, e como ele teria de trabalhar novamente, entrei no banheiro junto com ele e ficamos ali debaixo do chuveiro.
O sexo não rolou naquele momento, ele precisava ir trabalhar. Então colocou a roupa novamente e o acompanhei até a porta do prédio onde marcamos de nos falar melhor mais tarde...

11 comentários:

  1. Conhecendo a vizinhança??? rsrrsr

    abraços

    ResponderExcluir
  2. Que forma bacana e natural de se fazer boas amizades...
    To curioso com o caminhar desta amizade.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Oh Gente, nessas horas eu fico morto por sempre conseguir achar os endereços! :P kkkk
    Brincadeiras a parte... curioso para saber o desenrolar dessa amizade...

    Grande abraço...

    ResponderExcluir
  4. que bacana edu. legal quando acontece assim, começando como amizade. aproveite!

    ah, o raileronline está com postagens novas! aguardo sua visita!

    ResponderExcluir
  5. uia!
    boa sorte, moço!
    estou torcendo aqui!

    ResponderExcluir
  6. Então, que venham mais encontros como esse e é claro que com eles algumas confidencias aqui heeeim. Acredito que todos aqui vão acompanhar bem de perto essa história ai ;)


    Grande abraço querido!!

    ResponderExcluir
  7. esta estoria, pelo que vi, ja faz um mes... precisa contar o que mais rolou... curiosidade!

    ResponderExcluir
  8. Eita... nessa hora : "Ele chegou e viemos beber algo na cozinha" achei que vc fosse completar com: "Aproveitei a chance para colocar sonífero na bebida dele, um belo boa noite Cinderela" kkkk Foi mal a piada, tive que fazer.

    ResponderExcluir